Site Overlay

Produtividade versus autonomia dos colaboradores


Quando pensamos em produtividade no trabalho logo vem várias questões à tona. Cada vez mais demandas, mas o tempo continua sendo o mesmo, e quem nunca esteve em uma situação assim, não é mesmo?

Delegar tarefas não é uma tarefa fácil, especialmente para quem vem de modelos centralizadores de funções. Contudo, a realidade do mercado vem trazendo novas dinâmicas para as empresas e colaboradores. Não são apenas as oito horas diárias de trabalho que garantem aos colaboradores e gestores mais produtividade.

Considerando o cenário atual, em que cada vez mais o modelo híbrido ou o modelo 100% home office tem ganhado mais adeptos, a produtividade é o principal elemento a ser considerada.

Para aqueles gestores que vêm de um modelo tradicional de trabalho, ainda há certa resistência, e uma das preocupações é se os colaboradores estarão mesmo executando as atividades de forma satisfatória. Por outro lado, há quem prefere o trabalho home office por considerá-lo um modelo que favorece a autonomia e produtividade.

Entenda a relação entre autonomia e produtividade. Que, contrário ao que muitos pensam, essa equação se dá de forma relacional, e não em oposição.

Espaços de trabalho dinâmicos: o que isso tem a ver com produtividade?

Bem, sabemos que tudo está em transformação o tempo todo. Algumas coisas demoram mais, outras acontecem assim, como se fosse de repente, e às vezes nem acompanhamos o que está acontecendo à nossa volta.

No mercado de trabalho é onde essas transformações acontecem de forma mais perceptível, afinal, as gerações vão mudando e novas metodologias e conceitos vão sendo inseridos. É uma mudança cultural proporcionada pela geração de pessoas chamada millennials, cujos pensamentos diferentes valorizam ambientes de trabalho mais criativos e dinâmicos, sem tanta burocracia empresarial.

Nesse cenário, um gestor precisa, entre outras coisas, se adaptar aos novos modelos, e delegar tarefas. E para que isso funcione, é imprescindível confiança na equipe e o incentivo à autonomia do trabalhador. É sempre uma via de mão dupla: a confiança sobre o funcionário dá mais autonomia às suas atividades, logo sua produtividade mostra os resultados positivos.

Produtividade versus autonomia: como acontece essa relação?

Voltamos à questão do título. Aqui, a palavra versus está indicando uma relação, e não uma contradição. Afinal, para que a produtividade seja alcançada é necessário que alguns fatores sejam considerados, pois tudo é um processo.

A confiança é fundamental no engajamento dos colaboradores, pois sem ela, as contribuições criativas são limitadas, o que respinga em toda a pluralidade.

Fazendo um comparativo, o modelo tradicional de trabalho era organizado baseado na centralização de decisões e com hierarquia bem estabelecida. Isso significa que os colaboradores das empresas tinham todas suas atividades sujeitas às decisões dos superiores, desde o horário de trabalho, a forma de executar as funções e quais as atividades a serem realizadas.

Esse modelo tem perdido espaço, pois assim como as gerações vão alterando a forma como a sociedade funciona, também o contexto todo precisa ir se adequando.

Hoje, garantir a autonomia da equipe se tornou essencial. O resultado disso são pessoas motivadas e com maior engajamento em seu trabalho.

Autonomia significa que os colaboradores tenham poder de decidir e ter voz dentro da empresa. Isso inclui opinar sobre as tarefas e como serão executadas, assim como adequação de prazos, definição de metas e indicadores, juntamente com os gestores.

Ou seja, a autonomia não se dá sem a supervisão ou acompanhamento dos superiores, mas acontece de forma colaborativa.

Incentivar a cultura da confiança entre equipe e gestores é um dos melhores incentivos ao aumento da produtividade. Quando você oferece autonomia, também está oferecendo mais responsabilidade, assim, o direito de tomar certas decisões implica também em responsabilizar-se por elas.

Dicas de como aumentar a produtividade na prática

Determine as funções

Todo funcionário precisa ter conhecimento detalhado de quais suas responsabilidades, e o que é esperado como resultado de seu trabalho. Saber como funciona o organograma e as possibilidades de crescimento na empresa também é fundamental.

Facilite a capacitação

O desenvolvimento dos funcionários é importante para motivar a equipe como para reciclar. Se a capacitação for seguida de um bom plano de carreira, os resultados positivos são garantidos. Para isso é muito importante entender as necessidades de cada um, considerando aquilo que o colaborador pode aplicar dentro da organização.

Disponha de qualidade

Flexibilidade de horários e equilíbrio entre vida pessoal e profissional é o principal fator para motivar os trabalhadores, pois é um incentivo à qualidade de vida para além dos ganhos financeiros.

Alinhar expectativas entre empresa e necessidades do funcionário é o que determina a satisfação dos colaboradores, afinal, colaboradores satisfeitos são mais produtivos. Dentro das possibilidades, a remuneração salarial, benefícios, boa relação interpessoal, autonomia e saúde e bem-estar são itens que favorecem a satisfação.

Desenvolva uma comunicação clara e transparente

Proporcionar um espaço em que as pessoas sintam a abertura à comunicação é um ponto bem importante. Um bom líder deve se esforçar para transmitir os valores da empresa, e uma forma de trabalhar nessa opção é fazer ações conjuntas com endomarketing.

Expresse reconhecimento

Reconhecimento dos colaboradores é o segredo para uma equipe alinhada e produtiva. Colaboradores cujo trabalho é reconhecido e incentivado melhoram significativamente seu desenvolvimento. Um ponto a considerar, é que as pessoas têm buscado cada vez mais essas características no ambiente de trabalho. Ou seja, a seleção não é mais somente com talentos que a empresa busca.

Manter uma equipe produtiva é o que mantém uma empresa viva no mercado e com um feedback positivo. Para isso é importante estar atento aos fatores que impulsionam esse clima organizacional. Toda busca por bons resultados precisa de investimento, assim, os objetivos serão garantidos.

Informe as metas e objetivos

Para manter uma equipe produtiva lembre-se de manter clara as regras do jogo, ou seja, alinhar prazos, prioridades, metas e objetivos de cada projeto, setor ou equipe. Outros detalhes importantes que precisam estar em evidência é manter a relação da rotina produtiva dos colaboradores com a cultura do negócio, os principais valores e todas as informações necessárias para que suas equipes atinjam o sucesso.

Follow by Email
Facebook
Facebook
YouTube
LinkedIn
Instagram